__________________________________Direitos autorais: Autorizada reprodução dos textos, desde que citada a fonte.

29 de mai de 2011

Desafios particulares


A 3º guerra mundial começou, mas só em meu mundo.
Meu coração pede uma coisa, meu corpo pede outra e minha cabeça diz não.
Meu coração, já cicatrizado pede por mais uma “ferida”. E eu me pergunto: Pra que? - Será que pra ele nada vai ser como eu quero?
Meu corpo pede...
Minha cabeça diz não, por não saber o que meu coração achará de tudo isso, por ter medo de neste momento esse coração dar brecha para uma provável ferida.
Esses fatores um dia concordarão em conjunto?
Muitas das minhas perguntas nunca terão respostas e isso é fato.
Mas será que devo dar tanta importância assim a essa rivalidade interior que me atormenta? Tenho de levar isso tudo tão a serio?
Não! Eu quero viver!
Dando importância ou levando a serio de mais não dá, não funciona. Não que eu queira viver de fantasias ou mentiras, mas não quero ver tudo tão real, tudo tão verdadeiro. Quero desconfiar, achar erros, enxergar falhas. Quero ser eu, mas não frágil de mais. Quero poder, quero querer, mas sem posse. Quero fazer escolhas sem medo, trilhar caminhos sem direções, ser presa sem se prender. Quero viver momentos mágicos, mas sem torná-los em conto de fadas, contos de fadas não existem.
Quero aqui, declarar independência de meus sentimentos!

Aut. Loyanne Freire
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário