__________________________________Direitos autorais: Autorizada reprodução dos textos, desde que citada a fonte.

10 de mai de 2011

Dias de sol, dias de chuva...

 
O sol brilha como nunca,
Remete-lhe um calor tão bom.
Um calor que te aquece como nada igual.
Você não sente frio, não sente medo...
Não está sozinho.
Você não se preocupa com nada,
Afinal todos os dias são de paz.
Todos os dias fazem sol.

 
De repente vem a garoa...
Começa a chover...
E essa chuva parece não ter fim.
Seu tempo de duração parece ser maior que os dias de sol.
Vira tempestade...
Vem fazendo estragos, quebrando aos pedaços...
Leva embora o seu telhado.




Essa tempestade não vem a ser um fenômeno natural.
Essa tempestade para se ter fim depende de você.
Dance na chuva... Não espere passar.

Não acredite apenas em dias de sol.
Ninguém está livre de não se molhar.

E ai... você vai esperar outra tempestade vir para consertar o seu telhado?

Aut. Loyanne Freire
.

Um comentário:

  1. Essa sua perfeita alternância me aqueceu ao ler o efeito do teu sol e me refrescou com tua chuva.
    Abç

    ResponderExcluir